Secretaria de Educação promove formação continuada

0
58

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), dando continuidade a proposta pedagógica do ano letivo de 2022 e cumprindo o calendário escolar, promoveu na última segunda-feira, 19, mais uma etapa do Programa de Formação dos Profissionais e trabalhadores para os mais de 1.200 profissionais da rede.

O objetivo é orientar e nortear os trabalhos dos servidores. Um dos pontos fortes da capacitação foi a discussão do documento Guia de Orientações sobre Dislexia, Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) ou outro Transtorno de Aprendizagem. Profissionais da educação infantil ao ensino fundamental anos iniciais e finais participaram da abordagem do tema.

Uma equipe do Centro de Educação Multiprofissional (CEMP), do município de Colatina, conduziu os estudos compartilhando suas experiências. “Trouxemos hoje para essa formação um pouco da nossa vivência, da nossa prática, para facilitar e possibilitar que isso chegue ao aluno, à escola. Todas as possibilidades de acessibilização de conteúdos para que os professores possam trabalhar em sala de aula”, disse a assessora pedagógica do CEMP.

Outro tema, levado para os profissionais da educação, professores da educação infantil e do ensino fundamental anos iniciais e finais, foi o de primeiros-socorros na escola, preconizado pela Lei Lucas (13.722/18). A abordagem foi feita pela equipe de Enfermagem da Multivix, da Secretaria Municipal de Saúde e do Corpo de Bombeiros.

Saúde mental, relação interpessoal e sistema de gestão também foram abordados por parceiros como: Caps, profissionais da Seme e empresas privadas.

“A Secretaria Municipal de Educação tem procurado nortear as ações pedagógicas dos profissionais da educação, com o objetivo de ofertar uma educação de qualidade aos estudantes, para que todos tenham oportunidades de acesso, permanência e de conclusão dos estudos. Enxergamos na formação o caminho para após o segundo conselho de classe pedagógico, analisarmos os resultados da aprendizagem e a preparação dos profissionais da educação para as intervenções pedagógicas necessárias para garantir uma escola inclusiva para todos”, pontuou a secretária, professora Wanessa Zavarese Sechim.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*