Mais de cem quilos de massa na 1ª Cappitella

0
998
» Durante o evento, foram distribuídos mais de cem litros de vinho

A 1ª Capitella foi um sucesso e o que não faltou, foi muita comida italiana. Mais de cem quilos de massas foram servidos nos dois dias de evento, marcado pela comemoração dos 129 anos de imigração italiana em Nova Venécia. Só de capelete foram consumidos 60 quilos, mais 50 quilos de polenta, e mais de cem litros de vinho foram distribuídos. Já o chop foram vendidos 900 litros.
“Mais de mil pratos foram servidos. Todo dinheiro arrecadado será para pagar as despesas do evento, e também pagar os profissionais que estavam trabalhando. O valor que sobrar, vai servir de fundo para nossa próxima festa, que será ano que vem. Já temos reunião marcada”, fala Otamir Carloni, idealizador da Cappitella.
As comemorações começaram na última sexta-feira, dia 15, com as apresentações do Coral Italiano Augusto Zaché e grupo Amici Per Sempre, composto por Celso Cavalini e Cirlene Masarin. Já no sábado, dia 16, a vez foi da cidade receber o Carretino, desfile que teve início na Rua Ernesto Ayres Farias, passando pela Avenida Vitória e finalizando na Agrovida.
Carros alegóricos enfeitados de verde, vermelho e branco, família uniformizada com camisas com seus sobrenome, como a Bastianello, carro destinado somente às crianças e comandado por Giselda Pandini, empresas como a Veneza e a Salute, fizeram bonito nas ruas do município, resgatando a cultura italiana deixada pelos antepassados, que aqui colonizaram. A Família Boldrini e a Calegari, por exemplo, equiparam um caminhão, e nele, as matriarcas, Elza Calegari e Zuleide Boldrini, foram destaques também durante evento.
Ainda, depois do desfile, o Grupo Di Ballo Bambini Di Tutti I Colori, de Nova Venécia e o Grupo Piccolo Pavone, de Vila Pavão, com os grupos de dança de Aracruz e Guaraná, emocionaram o público, com as apresentações.
O ponto final da Cappitella aconteceu com almoço, muito vinho e músicas italianas, na Agrovida.
A programação foi realizada pela Associação de Agroturismo e Agroindústria Nova Venécia (Agronove), em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), com apoio dos comerciantes, empresários e famílias venecianas.

Relatos sobre a festa

“O evento superou todas as expectativas. Quando fizemos as primeiras reuniões e apresentamos a ideia, a proposta era fazer um evento pequeno, um embrião, mas não foi isso que aconteceu. A comunidade abraçou e fez com as próprias mãos a nossa festa. Foi um evento feito por dezenas de mãos, por isso deu certo”
Otamir Carloni, idealizador do evento e presidente da Agronove

“Sou muito emotiva. Quando comecei desenvolver os trabalhos, lá no início, já ficava emocionada. Reviver o passado, resgatar nossas origens, é uma sensação muito forte, pois sou italiana nata. Foi tudo um espetáculo à parte. E quanto aos meus italianinhos e italianinhas, a emoção foi mais forte ainda, pois eles vibraram com a festa. Chorei por várias vezes”
Giselda Pandini, diretora e idealizadora do carro infantil

“Foi um enorme prazer para toda a família Bastianello poder participar da Cappitella, pois nos trouxe memórias, que há tempos não vivenciávamos! Ficamos muito felizes em participarmos deste momento cultural e já estamos aguardando ansiosos para a Cappitella 2018!”
Jussara Bastianello

“Foi maravilhoso, superou minhas expectativas, emocionante. Agora vamos analisar e verificar os erros, para corrigir na Cappitella no próximo ano. Os venecianos merecem”
Lúcia Ambrósio

Confira alguns momentos que marcaram o evento

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

*