Hernane Brocador, Bernardo, Felipe Gedoz, Radamés… Nova Venécia recebe um Brasiliense cheio de velhos conhecidos

0
1103

O Nova Venécia Futebol Clube inicia, neste domingo (24), mais um grande desafio na sua curta, porém, vitoriosa jornada de pouco mais de um ano.
Em um Zenor Pedrosa Rocha que deverá estar lotado, o clube vai receber o Brasiliense, clube tradicional do Distrito Federal, fundado em 2000, vice-campeão da Copa do Brasil de 2002, campeão da Série C do Campeonato Brasileiro em 2002 e da Série B em 2004, e campeão da Copa Verde em 2020, mas que não figura no cenário nacional do futebol há alguns anos.

Ao lado do Retrô (PE), o Brasiliense fez a melhor campanha da primeira fase da Série D, com 10 vitórias, três empates e uma derrota, somando 33 pontos e se classificando em primeiro no grupo 5. O clube ainda marcou 22 gols e levou 10.

Com o objetivo de subir para a Série C, o clube do Distrito Federal contratou medalhões conhecidos do futebol brasileiro, que devem entrar em campo contra o Nova Venécia. Um dos destaques é o atacante Hernane Brocador. Aos 36 anos, ele foi campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca pelo Flamengo, conquistou a Copa do Nordeste pelo Bahia, e ainda foi campeão estadual por Sport e Grêmio e foi o artilheiro do futebol brasileiro em 2013, com 36 gols, é um dos destaques do Jacaré na quarta divisão, que terminou a fase de grupos com a segunda melhor campanha.

Outro nome conhecido no clube é o meia Bernardo. No Brasiliense desde a temporada passada, o jogador de 32 anos já rodou bastante pelo futebol brasileiro. Revelado no Cruzeiro, defendeu clubes como Vasco – onde foi campeão Carioca e da Copa do Brasil – Goiás, Palmeiras e Ceará, além de ter vestido a camisa da seleção brasileira na base.

Além dos dois, o meia-atacante Felipe Gedoz, de 29 anos, que ficou conhecido no país com a camisa do Athlético Paranaense, onde atuou de 2017 a 2019, e também defendeu clubes como Remo, Brugge-BEL e Nacional-URU, e o volante Radamés, de 36 anos, que jogou no Fluminense, Juventude, Náutico, Al-Jazira-EAU, entre outros, também fazem parte do plantel do Jacaré.

Apesar dos nomes experientes, os jogadores do Nova Venécia, Dodô e Odilávio, se mostram otimistas para o confronto. “Sabemos que é um jogo muito importantes, já conseguimos fazer história com o Nova Venécia, classificando a equipe para a segunda fase e estamos fazendo uma boa preparação. O professor Cássio vem cobrando bastante da gente e ele já visualizou algumas situações do Brasiliense, que sabemos que é uma equipe qualificada e experiente. Estamos preparados para fazer um grande jogo nessa primeira parte desse mata-mata para conseguir conquistar essa classificação na segunda partida”, disse Odilávio em entrevista na Notícia FM, nesta semana.

“Estamos treinando bastante, o professor vem dando as instruções para termos confiança e quando chegar dentro de campo, executar da melhor maneira possível. Agora, é focar e chamar a torcida, porque sabemos da sua importância e que vai nos apoiar do começo ao fim. Creio que iremos conseguir um bom resultado”, falou Dodô para a 95,5.

O primeiro jogo da segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro acontece amanhã, dia 24, a partir das 15, no estádio Zenor Pedrosa Rocha. A volta está marcada para o próximo domingo (31), no estádio Maria de Lourdes Abadia, o Abadião, em Ceilância, no Distrito Federal, às 15h30.

» Apesar dos nomes experientes, os jogadores do Nova Venécia, Dodô e Odilávio, se mostram otimistas para o confronto
Compartilhar

Deixe uma resposta

*