Fernanda Milanese anuncia novas salas em creches e reforço escolar em Boa Esperança

0
271
» A prefeita, Fernanda Milanse, e o secretário de Educação, Roberto Telau

A prefeita de Boa Esperança, Fernanda Milanese, esteve na rádio Notícia FM para anunciar a abertura de mais quatro salas em creches no município, sendo duas na ‘Sonho Encantado’, no bairro Nova Cidade, e mais duas na ‘Criança Feliz’, em Sobradinho.

“Logo que entramos, o secretário de Educação, Roberto Telau, nos passou essa demanda e, de imediato, falamos que iriamos abrir. É uma prioridade do governo, na campanha já falávamos que iríamos cuidar do nosso povo e já estamos iniciando assim, cuidando das nossas crianças, mas, principalmente, dando oportunidades às mães que estavam em casa, dedicando 100% do tempo para cuidar da família e dos filhos, para buscar novos horizontes, seja onde ela achar que deve, mas que ela possa trabalhar e se sentir útil de uma outra forma, também, sabendo que suas crianças estarão em um ambiente seguro e de qualidade”, disse.

Segundo Fernanda, as novas salas já estão funcionando e uma busca ativa pelas crianças que estavam fora da escola está sendo realizada.
Ainda de acordo com a prefeita, no início do ano letivo de 2022 serão abertas mais duas turmas nas duas unidades e uma lista de matrícula será aberta. “Quando começamos a nossa gestão, observamos uma lista de espera grande e tomamos essa decisão de imediato para resolver essa situação. Sabemos que absorver toda demanda não é possível em um só momento, mas, com certeza, o compromisso da gestão é ter esse olhar de carinho e de cuidado e nós vamos conseguir”, falou.

Quem também comemorou a abertura das novas salas foi o secretário de Educação, Roberto Telau. “Conseguimos avançar no atendimento para a educação infantil, que é o grande gargalho de todos os municípios. A busca ativa que tem sido feita pelas escolas tem sido muito importante para localizarmos esses alunos que estão fora da sala de aula. Sabemos que a educação infantil não é obrigação das famílias de 0 a 3 anos, mas é obrigação da prefeitura realizar a oferta, agora, é muito importante quando a família e prefeitura estão em sintonia, porque a escola é um espaço importante de educação das crianças, então, quanto mais elas estiverem lá, é melhor para a educação delas e para as famílias. Tivemos esse contexto da pandemia que, de certa forma, atrapalhou o fluxo de matrículas nas escolas, mas, quando anunciamos o retorno das aulas presenciais, tivemos uma procura bem interessante e é muito importante que a prefeita tenha chegado e assumido essa demanda, que estava reprimida de alguma forma. Estamos felizes e esperançosos que vamos conseguir ampliar, mais ainda, a oferta no município toda vez que for requisitado”, disse.

Telau também falou sobre as matrículas. “Os pais devem, sim, procurar as escolas, inclusive, em outras que não foram anunciadas aqui, porque a oferta é feita a partir da demanda. Então, onde tiver demanda, vamos estudar a possibilidade de atendimento”.

Segundo o secretário, a Portaria para novas matrículas costuma ser disponibilizada no fim do mês de novembro. “Agora, para termos demandas, as famílias já podem procurar as escolas. Vão colocar o nome do filho em uma lista de espera e ela vai nos dar uma perspectiva do que serão as salas para o próximo ano”, finalizou.

Reforço escolar

Filha e sobrinha de professores, Fernanda também anunciou a implantação do reforço escolar. “Sabemos que a pandemia gerou várias consequências. Não foi só em relação à saúde física, mas, também, atingiu a saúde mental, por exemplo, e uma sequela disso na educação foi essa necessidade que a prefeitura observou de um incentivo melhor para os nossos alunos. Em breve, vamos iniciar esse reforço para as famílias não sentirem que estão sozinhas”, informou.

Segundo Roberto Telau, um levantamento das turmas de reforço para o contraturno e uma reunião com diretores de escolas irá definir quais dias e horários as crianças serão atendidas. “Ao que tudo indica, iremos fazer reforço na área de Alfabetização para alunos de 1º, 2º e 3º ano do ensino fundamental e, também, de Língua Portuguesa e Matemática para todo o ensino fundamental. Isso tudo será ofertado no contraturno para não afetar o ensino presencial no turno correto da criança. Serão horas extras que o aluno terá direito na escola para tentar resgatar aquilo que, de certa forma, ficou perdido ou que não ficou bem consolidado durante o ensino remoto”, falou o secretário.

“É uma iniciativa da prefeitura, acolhendo e abraçando as famílias e, também, os professores. Não é solidariedade, mas é um olhar humanístico para a situação que nós vivenciamos de pandemia e queremos, com esse reforço escolar, antecipar o ensino, de forma que os alunos cheguem, o mais rápido possível, no nível que deveriam estar se tivessem no presencial”, conclui.

A expectativa da Secretaria de Educação de Boa Esperança é ofertar o acréscimo de carga horária para todas as escolas e turnos da Rede Municipal de Ensino no início de outubro.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*