Corpo de mulher arrastada em cachoeira é encontrado em São Gabriel da Palha

A informação foi confirmada pela filha da vítima, Karol Shletz, que escreveu um texto emocionante nas redes sociais. "Infelizmente, o corpo da mamãe foi encontrado. Minha mãe foi uma heroína. Deu sua vida para tentar salvar alguém. Sei que onde ela estiver, ela vai estar olhando por todos nós", escreveu a filha.

0
2232
Nilceia Shletz Pinto. Crédito: Reprodução / Facebook

Foi encontrado na tarde desta segunda-feira (23), o corpo de Nilceia Shletz Pinto, que estava desaparecida após ser arrastada pela correnteza da Cachoeira Arco-Íris, na Fazenda Ferreira, no limite entre os municípios de Águia Branca e São Gabriel da Palha, neste domingo (22). Nilceia foi tentar segurar uma amiga que estava sendo arrastada pela correnteza, quando também foi arrastada pela água. A amiga foi salva, mas Nilceia não sobreviveu.

A informação foi confirmada pela filha da vítima, Karol Shletz, que escreveu um texto emocionante nas redes sociais. “Infelizmente, o corpo da mamãe foi encontrado. Minha mãe foi uma heroína. Deu sua vida para tentar salvar alguém. Sei que onde ela estiver, ela vai estar olhando por todos nós”, escreveu a filha.

A Polícia Civil informou que o caso foi registrado como por afogamento. O corpo da vítima foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina, para ser identificado e para ser feito o exame cadavérico.

A TRAGÉDIA

Nilceia Shletz Pinto estava com a família e amigos neste domingo (22), e aproveitava a tarde de sol forte para se banhar na cachoeira.

Segundo o Corpo de Bombeiros, por volta de 17h, após súbita e intensa chuva na localidade, o volume de água na cachoeira se elevou de maneira a surpreender as pessoas que se banhavam no local. Duas mulheres foram arrastadas pela correnteza por mais de 200 metros, do segundo poço até o primeiro, que se encontra próximo ao Rio São José.

Uma das vítimas foi socorrida por familiares e transportada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Dr. Alceu Melgaço Filho, em Barra de São Francisco. Nilceia, no entanto, desapareceu na água. O corpo dela, foi encontrado somente nesta segunda-feira (23).

SOBRE O CASO

Compartilhar

Deixe uma resposta

*