Água e segurança pública entre as principais propostas de Carlinhos Lyrio

0
92

Candidato a deputado estadual, o radialista de uma emissora de Nova Venécia, Calinhos Lyrio (Republicanos), 63 anos, é o entrevistado de A Notícia, nesta quarta-feira (21).

Radialista há 35 anos, Carlinhos já foi deputado estadual de 1995 a 1998, disputou a prefeitura São Mateus em três oportunidades, e também concorreu para vereador e deputado federal.

Pai de dois filhos, Carlinhos classifica a expressiva votação na eleição para a Prefeitura de São Mateus, como motivação para disputar o pleito de 02 de outubro. Na ocasião, ele recebeu quase 20 mil votos, ficando em 2º lugar. “Nos deu uma condição de chegarmos à Assembleia Legislativa e isso nos motiva a colocar em pratica as prioridades da região Norte”, falou.

“A prioridade é a água, todo o Norte está seco. Dou como exemplo, a situação caótica do município de São Mateus, que a qualquer momento pode ter um colapso no sistema de abastecimento de água, não é só lá, o Norte sofre com a seca. Precisamos investir nos reservatórios, pedir uma ação rápida do Governo na construção de barragens para equacionar o problema da água”.

Saúde
“Ação imediata na reivindicação de melhorias no sistema de saúde, que ainda é muito falho. Vamos dar como exemplo o Hospital São Marcos, de Nova Venécia, uma excelente estrutura, para ser a válvula de escape, desde que o Governo invista na compra de serviços para ajudar a desafogar o Hospital Roberto Silvares, o que ocorre é que existem alguns entraves burocráticos, que podem ser solucionados, para a ampliação. Existem várias especialidades que poderíamos implantar aqui, porque espaço físico tem e isso pode ser feito numa condição que o Governo estaria reduzindo custos e só investiria na compra de serviços. Isso é descentralizar a saúde, desafogar do Roberto Silvares, até que seja colocada em prática a construção do novo Hospital”.

Agricultura
“Uma ação mais firme para atender os pequenos produtores rurais, aumentando a compra de equipamentos para atender a demanda, com investimentos maiores na aquisição de maquinários e implementos para atender o homem do campo. O governo entrega um trator numa comunidade para atender três, quatro associações. Fica uma assistência em um lado e o outro não é assistido. Existe, também, a necessidade de atender, através da SEAG, os moradores de varias regiões que estão sem água, com a instalação de poços artesianos em todo o Norte. Além disso, precisamos discutir a refixação da foz do Rio Cricaré em Conceição da Barra, para acabar de vez com a salinização das águas do Cricaré”.

Agroturismo
“Temos uma potencialidade imensa no rio Cricaré, somos ricos em turismo, mas não somos assistidos. Em Guriri, é urgente a necessidade de solucionar os problemas quando chove, nossos balneários não são aproveitados. Precisamos aproveitar as nossas potencialidades, explorar elas, porque ainda vejo o setor turístico da região sem apoio e incentivo nenhum. Falta o Governo entender que turismo traz dinheiro e isso faz entender que circula dinheiro no Norte”.

Segurança Pública
“A minha preocupação maior no momento é em relação a segurança dos nossos balneários. Todos os dias, acontecem assaltos na praia de Urussuquara, por exemplo. Eu quero fazer um debate aprofundado no que diz respeito a segurança e vamos iniciar falando da situação precária que se encontram as praias do Norte. Eu quero lembrar que quando fui deputado, o efetivo da PM era de 8.340 e hoje, continua a mesma coisa. O governo tem que aumentar consideravelmente o número de militares, de policiais civis preparados tecnicamente, contratar mais policiais, abrir concursos, mas não com 500, 800 vagas, precisamos de, no mínimo, mais cinco mil homens, porque o Governo está vendo o número de aposentados crescer e fazendo a contratação para manter a mesma quantidade. Cadê uma política de segurança para os agricultores? Não existe segurança para essa população, não existe efetivo para essa demanda.

Nossa proposta é instalar câmeras nas entradas e saídas de todos os balneários, agregadas em uma central, para coibir a criminalidade. Precisamos, também, aumentar o quadro da PM, da PC, com qualificação técnica para monitorar as praias, preparar nossos policiais para ações no litoral, colocar policiais nas guaritas nas entradas dos balneários, mas, para isso, precisa aumentar o efetivo urgente, que hoje, é brincadeira. É um número ínfimo.

Só em Guriri, de janeiro a julho, foram 10 homicídios, e só em julho, foram quatro. Como o Governo fala que reduziu o número de homicídios? O maior número de homicídios registrados no Espírito Santo. Vivemos em um estado onde o cidadão não tem segurança em todos os setores, urbano, rural, na cidade, no interior, porque precisamos de mais homens.

Também precisamos rediscutir a idade para os ingressos na Polícia Militar para 30 anos, hoje limitada a 28.

A PM também precisa ter um soldo maior, o salário, no meu entendimento, está muito aquém para exercer uma segurança a altura e o Governo precisa valorizar os nossos militares”.

Outros assuntos
Para finalizar, Carlinhos Lyrio citou como outras propostas da sua campanha, a construção de um contorno para desafogar o tráfego das vias centrais de Nova Venécia, evitando o alto fluxo de veículos, em especial, de caminhões pesados, o que, segundo ele, tem perturbado os comerciantes do município; propor uma linha de crédito facilitada para novos empreendedores que estão se formando, para fomentar a geração de emprego e renda; e cobrar uma ação rápida do Governo na pavimentação da ES 010, que corta o litoral Norte. “Com a instalação do sistema de barcas em Conceição da Barra, o fluxo de veículos vai ser intenso, porque vai interligar Conceição da Barra e São Mateus”, finalizou.

Compartilhar

Deixe uma resposta

*